Os Construtores da Casa de Deus - 06/08/2017

          Deus não se limitou a dar a Moisés instruções sobre o material a utilizar no Tabernáculo e nos seus pertences, e o respectivo modelo, mas também lhe indicou os nomes dos  principais artistas (Êxodo 35:30-35). Dois homens foram escolhidos para supervisionarem a obra, e também para transmitirem a outros homens seus conhecimentos.

         O principal era Bezaleel, neto de Hur (Êxodo 31:2; 35:30). Bezaleel devia ser, naquele tempo, ainda relativamente novo, pois seu avô, Hur,  ainda  estava  vivo  (Êxodo 17:10).   O  seu  nome  significa “à sombra de Deus”. O Senhor o encheu do espírito de Deus, de sabedoria, de entendimento e de ciência em toda a arte (V. 3)  para,   com  suas  mãos,  executar  toda  a  obra, em ouro,  em prata,  cobre e pedras preciosas (Vs. 4-5).

         Assim, Bezaleel  foi chamado pelo seu nome (v.2); era cheio de espírito (v.3); foram-lhe dados auxiliares (v.6). Ele fez a Arca (Êxodo 37:1-5),  a  Mesa  dos  Pães  da  Proposição (Êxodo 37:10-16), o Castiçal (Êxodo 37:17-24), o Altar de Incenso (Êxodo 37:25-28), o Altar dos Holocaustos (Êxodo 38:1) e a Bacia de Cobre ( Êxodo 38:8 ). Na sua manufatura, ele seguiu as instruções dadas a Moisés por Deus.

         O outro artífice, que o ajudava, era Aoliabe, filho de Aisamaque, cujo nome significa “o Pai é a minha habitação” (Êxodo 31:6; 35:34). Aoliabe, com os seus auxiliares, fez as cortinas  para  o  pátio,  as  colunas,  as  bases,  os  colchetes, as  molduras  e  as  estacas (Êxodo 38:9-20),  tudo feito segundo as indicações divinas (Êxodo 38:23). Também fez a cortina para a porta do pátio (Êxodo 38:18).

         Depois, Bezaleel e Aoliabe, fizeram os dois véus: o véu interior, que separava o Lugar Santo do Lugar Santíssimo, e o véu exterior,  para fechar a entrada para o Lugar Santo (Êxodo 38:35-38). Fizeram, ainda, as vestes para os sacerdotes, as cobertas para  o  tabernáculo,   isto  é,   panos  para  cobrir  a  arca, a mesa dos pães da proposição, o castiçal e o altar de incenso (Números 4:5-14).

         Verificamos que o povo ajudava no trabalho (Êxodo 35:25; 36:8). Todos usavam a sabedoria que o Senhor lhes havia dado para fazerem a sua vontade (Êxodo 35:5, 10, 25-26, 31, 35).

         Quando terminou a execução do Tabernáculo e o respectivo mobiliário, Moisés tudo examinou. Observou tudo, com muita atenção, para verificar se estavam de harmonia com a ordem do Senhor. Em seguida, abençoou os que tinham trabalhado em tudo que iria constituir o Tabernáculo, conforme o modelo que viu no Monte (Êxodo 39:1, 5, 7, 21, 26, 29, 31-32, 42-43).

         O que isso tem a ver conosco? Nossa igreja se encontra num momento de mudanças, de um novo projeto, da busca para a construção de um novo templo, de um lugar onde adoremos a Deus. Da mesma forma como Deus chamou pessoas para a construção do tabernáculo, creio que Ele também está  chamando-nos para a construção do nosso templo. É hora de atendermos o chamado de Deus e “arregaçarmos nossas mangas” para que o trabalho seja realizado não por poucos, mas por muitos. Não há desculpas!

         Quando Deus chama alguém para uma tarefa sempre o capacita, dando-lhe toda a sabedoria, inteligência e conhecimento necessários para realizá-la. Todos  podem  auxiliar,  duma  maneira  ou  outra,  a  edificar a Casa de Deus. Se assim fizermos o Senhor dar-nos-á uma bênção, assim como Moisés abençoou o povo (Êxodo 39:43), porque fizeram tudo quanto Deus havia ordenado.

         Faça parte do projeto de Deus para nossa igreja! Ore, participe, contribua, trabalhe.Se disponha a fazer o que Deus ordenar e com certeza Ele nos abençoará!

Reverendo Ademir Aguiar

Mensagens dos Pastores

“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos.” - Filipenses 4,4

Leia mais

 

“Está alguém entre vós sofrendo? Faça oração. Está alguém alegre? Cante louvores.” - Tiago 5,13
Leia mais