Liturgia e Culto

A palavra “liturgia”, proveniente do grego, significa “serviço ao povo” de Deus e, consequentemente, se vincula facilmente ao culto. Liturgia/culto é vida que se apresenta diante de Deus. Para a Igreja Presbiteriana do Butantã, o culto é uma celebração festiva em grata resposta ao cuidado, à misericórdia e à graça de Deus para com cada pessoa. Liturgicamente falando, a Igreja Presbiteriana do Butantã segue o Calendário Litúrgico Cristão, cultivando a criatividade e a beleza para que o culto também seja lugar de reflexão, crescimento espiritual e contemplação da beleza e santidade de Deus em todos os momentos e circunstâncias de vida que vivemos. 

Como diz o belo poema de Inês de França Bento e Luiz Carlos Ramos:

 

Em toda nossa existência,

Em nossas alegrias e angústias,

Em nossas esperanças e decepções,

Em nossos sonhos e limites,

Em nossos silêncios e diálogos,

Em nossas certezas e dúvidas,

Tu és nossa razão de viver.

Faz de nós

Tua eterna morada, Senhor. Amém.

Atividades Regulares

Atendimento Pastoral: 
Agendar na secretaria da Igreja (Consulte agenda disponível)

Secretaria da Igreja:
De segunda à sexta-feiras das 13 às 18h
Tel.: (11) 3816–7487

 

Programações:

  • Domingo: 

Culto Matutino às 9h30

Escola Bíblica Dominical às 11h

Programas Vespertinos serão comunicados oportunamente.

Santa Ceia:

Terceiro Domingo do mês: Cultos Matutino e Vespertino

 

  • Quartas-feiras:

Estudo bíblico às 20h

 

Ficaremos muito honrados com a sua visita!

Clique aqui para exibir o mapa do local da igreja

*Programação sujeita à alteração. Entre em contato com a IPBut para confirmar os horários das atividades regulares e dos eventos

Paciência na Evangelização

O evangelho apresenta um Jesus muito tolerante. Isso pode até desagradar a quem gostaria de um Jesus mais radical. A Igreja parece tão pouco radical. Por que não romper de vez com os que não querem acompanhar? Ou será que a radicalidade do evangelho é outra coisa do que imaginamos? Em Mateus 13,24–43, Jesus descreve o Reino de Deus (o agir de Deus na história), em três parábolas. Na primeira, explica que junto com os frutos bons (o trigo) podem crescer frutos menos bons (o joio); é melhor deixar a Deus a responsabilidade de separá-los, na hora certa... Na segunda, ensina que o agir de Deus tem um alcance que sua humilde aparência inicial não deixa suspeitar (a sementinha). Na terceira, adverte que a obra de Deus muitas vezes é escondida, enquanto na realidade penetra e leveda o mundo, invisivelmente, como o fermento na massa.

Leia mais...

Mensagens dos Pastores

“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos.” - Filipenses 4,4

Leia mais

 

“Está alguém entre vós sofrendo? Faça oração. Está alguém alegre? Cante louvores.” - Tiago 5,13
Leia mais