Sexta Filosófica

A Igreja Presbiteriana do Butantã crê que é imprescindível abrir espaço para discutir todo tipo de assunto, quer do âmbito teórico e filosófico quer das questões práticas e da atualidade mundial, e para as manifestações culturais mundiais. Por isso, desde a sua fundação, a Sexta Filosófica tem sido um programa que visa inserir a igreja nas discussões da sociedade, construindo pontes entre a fé e a ciência.

A Sexta Filosófica acontece na última semana de cada mês e tem abordado os mais variados temas. Confira os tema anteriores e a programação do mês, 
clicando aqui. Se quiser receber informativos da Sexta Filosófica, envie e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e solicite a inclusão do seu e-mail na lista de divulgação.

 

Coordenadores:

                          Marcos Ribeiro

                          Wolfgang Fischer

                          Marcelo Smargiasse


 

XXXI Sexta Filosófica

Dia 22 de fevereiro de 2002

Tema: Os limites da Parapsicologia

Padre Quevedo

Momento musical:
Coral das Artes de Embu

XXX Sexta Filosófica

Dia 30 de novembro de 2001

Tema: A reestruturação produtiva e o trabalho ou o Fim do desemprego

Dra. Letícia Borges Costa
Demógrafa, participante da Fundação SEADE

Momento musical:
Madrigal Chorus Angelicus

XXIX Sexta Filosófica

Dia 26 de outubro de 2001

Tema: A antropologia filosófica de C. S. Lewis.

Profa. Dra. Gabriele Greggersen
Universidade Presbiteriana Mackenzie

Momento musical:
José Luiz Ribeiro (piano) e Márcia Regina Toldi (solo)

XXVIII Sexta Filosófica

Dia 28 de setembro de 2001

Tema: A religião dos cientistas

Prof. Dr. Geraldo Paiva – Instituto de Psicologia da USP

Momento musical:
Coral masculino da Escola Superior de Teologia do Instituto Concórdia de São Paulo

Mensagens dos Pastores

“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos.” - Filipenses 4,4

Leia mais

 

“Está alguém entre vós sofrendo? Faça oração. Está alguém alegre? Cante louvores.” - Tiago 5,13
Leia mais